A TI está passando por uma transformação. Hoje a maioria das empresas já observou que a gestão comum de seus recursos de tecnologia não é o bastante. Com isso, vemos o surgimento de um novo conceito, o Managed Security Services.

Essa visão de que a gestão tradicional de TI e segurança da informação já não é o bastante para as novas organizações já vêm surgindo há algum tempo e, com isso, diversas empresas estão migrando para o novo modelo de MSS.

Mas qual a diferença entre a gestão tradicional de TI e segurança da informação e o Managed Security Service? Bom, para responder a esse questionamento e mais alguns vamos logo ao nosso texto. Boa leitura!

A gestão tradicional de segurança da informação

Antes mesmo de falar sobre MSS, vamos discorrer sobre a gestão tradicional de segurança da informação nas empresas. Hoje, boa parte das organizações segue um modelo conhecido como break-fix, o comumente chamado de “apaga incêndio”.

As atitudes de controle só são tomadas diante das ameaças, quando elas estão claras ou já causaram algum tipo de problema ou prejuízo para a empresa. Hoje, com a alta competitividade do mercado, esse modelo não é mais aceitável. É preciso evoluir dando espaço para algo mais adaptativo e com melhor poder de resposta. É o caso do Managed Security Services.

Managed Security Services

Em uma tradução livre, Serviços Gerenciados de Segurança da Informação, é um novo modelo de gestão em pró-atividade e atitudes preventivas. A ideia aqui não é esperar uma ameaça surgir ou até mesmo prejudicar sua empresa.

O objetivo desse modelo é agir antes mesmo de qualquer coisa acontecer, evitando assim prejuízos, problemas de disponibilidade, ou qualquer outra situação que prejudique a continuidade de seus negócios.

O conceito de MSS evoluiu a partir de Managed Service Providers, um modelo de entrega de serviços de TI, gerenciamento e qualidade focada em prevenção de problemas. Com o surgimento dessa nova realidade, alguns fornecedores se especializaram em prover segurança, surgindo assim o Managed Security Services.

Ou seja, este é um modelo de provisão de serviços de TI focados principalmente em segurança da informação, agindo de forma preventiva e pró-ativa e buscando identificar ameaças antes mesmo de seu surgimento.

Vantagens de sua aplicação

Um dos principais motivos pelos quais uma empresa busca um fornecedor de MSS é a falta de conhecimento interno nesse modelo de gestão — ou até mesmo em segurança da informação — o que faz com que os gestores busquem um auxílio especializado para a proteção de seu negócio.

São várias as vantagens que sua empresa pode obter por buscar uma parceria com um fornecedor de Managed Security Services. Entre elas podemos citar algumas. Veja a seguir!

Economia de recursos

Contratar profissionais especializados em segurança tem um alto custo, além da falta desses profissionais no mercado atualmente. Ao contratar uma consultoria, você conta com os melhores especialistas pagando muito menos e sem a burocracia da contratação via CLT.

Otimização de tempo

Ao repassar todas as responsabilidades acerca da segurança da informação para uma equipe externa, seus colaboradores terão muito mais tempo para se dedicar às demandas internas, como buscar novas ferramentas para o seu negócio.

Relatórios completos

O fornecedor de MSS poderá atualizar constantemente você e sua equipe acerca de todos os riscos de segurança, além das atitudes tomadas de forma preventiva para evitá-los.

Antecipação de riscos

Essa é com certeza a maior vantagem de um MSS, a antecipação de qualquer risco que possa interferir em suas operações. Isso é possível graças à intervenção preventiva do fornecedor de serviços de segurança, que evita ao máximo qualquer ameaça.

Profissionais que utilizam o MSS

As empresas que fornecem Managed Security Services são classificadas de acordo com 4 modelos comuns. Veja quais são eles a seguir!

Generalistas

Esse tipo de fornecedor não é focado totalmente em segurança da informação. São empresas que realizam o chamado Outsourcing de TI, ou seja, prestam serviços de tecnologia. Alguns deles podem ser na área de MSS.

O problema com a contratação desse tipo de fornecedor é que essas empresas nem sempre contam com profissionais especialistas em segurança em seus quadros de colaboradores, o que pode prejudicar o seu serviço.

Pure players

Essas são as chamadas empresas especializadas em segurança da informação. Muitas vezes podem nascer como generalistas, mas com o passar do tempo focam na proteção de dados e sistemas.

Esse tipo de fornecedor é o ideal, pois todos os especialistas da empresa têm um know-how focado em segurança da informação, sendo a melhor opção para manter seus sistemas a salvo de qualquer ameaça.

Operador de telecomunicações

Esse tipo de fornecedor não oferece nenhum tipo de proteção especializada e sim serviços de segurança ligados diretamente aos produtos que comercializa, como conexão à internet.

Esses serviços são deveras simplificados e não podem ser tratados como única proteção da empresa contra todas as ameaças existentes. É preciso buscar por outro fornecedor que apoie as iniciativas de segurança da informação.

Fabricante de produtos de segurança

Outro player cada vez mais presente hoje no mercado são os fornecedores de produtos de segurança. Diversas empresas que desenvolvem sistemas de proteção estão entrando no mercado de prestação de MSS.

Contudo, por mais que esses fornecedores contem com um know-how em sua área de atuação, prestar serviços de segurança da informação demanda uma série de particularidades que muitas delas não estão prontas para prover.

Além disso, ao optar por uma parceria como essa, você corre o risco de contar com um único fornecedor de sistemas, que nem sempre serão os melhores do mercado.

SOC ─ Centro de Operações de Segurança

O MSS é baseado no monitoramento remoto de todo o ambiente de TI com o intuito de identificar riscos. Isso é possível por meio do SOC, Security Operation Center, ou em uma tradução livre, centro de operações de segurança.

Esse local, que fica na sede do fornecedor, é munido com toda a infraestrutura necessária para realizar um acompanhamento em tempo real de todo o ambiente de tecnologia da informação de sua empresa, garantindo pronta resposta a qualquer mudança.

Nessas estações de trabalho, os profissionais, especialistas em segurança da informação, realizam um monitoramento constante, além de atividades pró-ativas de busca por falhas e oportunidades de melhoria, garantindo a qualidade do serviço.

O Managed Security Services é um modelo essencial para que pequenas, médias e grandes empresas possam contar com as melhores ferramentas de segurança da informação, mesmo que seu core business não seja esse, garantindo a proteção de seus dados sensíveis e a continuidade de seus negócios.

Quer saber mais sobre o assunto? Então entre em contato agora mesmo com os consultores da Strong Security e veja o que nossa equipe especializada pode fazer pela sua empresa hoje!