fbpx

Uma dificuldade comum dentro de qualquer empresa é fomentar uma cultura de segurança da informação, uma vez que os colaboradores acreditam que manter a proteção dos dados é algo inerente apenas à TI.

Contudo, todos que lidam com informação sensível têm por responsabilidade garantir a segurança e tomar todas as medidas cabíveis para evitar invasões ou vazamentos.

Neste post, vamos falar um pouco mais sobre a cultura de segurança da informação e como você pode incutir ela em todo o seu time, fortalecendo a proteção de dados. Confira!

O que é cultura de segurança da informação?

Podemos conceituar uma cultura de segurança como um conjunto bem claro de práticas adotadas por uma empresa, a fim de protegê-la contra tentativas ilegais de acesso a seus dados, uso inapropriado de suas informações ou perda de dados.

O principal objetivo dessa cultura é conscientizar todos os colaboradores acerca dos riscos aos quais a empresa está exposta, como o uso de dispositivos não autorizados, conexão de pen drives externos e outras falhas.

Quais são os benefícios?

A cultura de segurança da informação é composta por ações de prevenção, educação e inserção de novos hábitos que possam evitar a ocorrência de vulnerabilidades.

Entre seus principais benefícios, podemos citar:

  • segurança dos dados estratégicos — protege as informações sensíveis da empresa contra falhas e perdas;
  • redução das chances de danos — minimiza os impactos negativos das tentativas de ataques;
  • prevenção do vazamentos de dados pessoais — protege a empresa contra as possíveis sanções da LGPD.

Como implementar?

Separamos algumas dicas rápidas para ajudar você a criar uma cultura de segurança da informação em sua empresa, motivando todos os colaboradores a participar. Confira!

Investir em treinamento

Na maioria dos casos, os próprios funcionários são responsáveis por boa parte das falhas. Logo, a educação deles e o compartilhamento de conhecimentos deve ser sempre uma prioridade.

Erros cometidos pela falta de cuidado dos usuários podem ser fatais para a empresa, fazendo com que sistemas sejam invadidos ou danificados e os dados vazados.

Isso pode ser resolvido com o fornecimento de um treinamento básico para os usuários comuns, além de um investimento maior nos técnicos de TI, construindo hábitos de proteção em todos.

Manter uma boa comunicação

Todos devem se preocupar com falhas de segurança, já que basta uma única brecha para que toda a empresa esteja em risco. É difícil criar esse senso de responsabilidades porque muitos colaboradores são resistentes às mudanças.

Eles devem ser incentivados a contribuir, identificar falhas e repassar essas informações aos técnicos para que tudo seja corrigido. Nesse sentido, uma boa comunicação entre todos os setores é fundamental.

Utilizar métricas realistas

A segurança da informação de uma empresa é baseada em número e fatos, nunca em achismos. Dessa forma, precisamos estabelecer metas que nos permitam identificar fraquezas a serem corrigidas.

É comum que os gestores se interessem por indicadores fantasiosos, que sempre apontam algo positivo, pois demonstram estar tudo bem. No entanto, é preciso focar em brechas e falhas para saber o que precisa ser melhorado.

Essas são apenas algumas dicas de como implementar uma cultura de segurança da informação em sua empresa, sendo que o assunto é mais complexo e poderemos aprofundar a discussão em outro post.

Quer ter acesso às próximas publicações? Assine agora a nossa newsletter e fique por dentro de qualquer novidade!