A TI é um dos ativos mais importantes de uma empresa, é essencial atribuir direitos apropriados de tomada de decisão e esclarecer a responsabilidade. Nesse contexto, entra a governança de TI, que é a capacidade organizacional em que as empresas controlam a formulação e execução de estratégias, com o objetivo de construir uma vantagem competitiva, levando-as à direção que devem seguir.

Ela visa o estabelecimento de gerenciamento de conformidade para garantir a solidez na implementação da gestão de risco e desempenho. Isso se dá com definições de objetivos, como controlar os gastos, melhoria contínua dos processos, reduzir os custos e orientar decisões. Veja neste artigo a importância da implantação da governança de TI. Boa leitura!

Por que implantar a governança de TI?

A governança de TI é uma parte integrante da governança corporativa, que é o sistema que estabelece como a empresa é dirigida e controlada, por meio da especificação de direitos e responsabilidades entre os membros integrantes da organização, como acionistas, executivos, conselheiros, entre outros.

A principal ferramenta de apoio à implementação de governança é o Framework, que é o modelo das melhores práticas de gestão. Ele permite padronizar processos da área e fornece métricas de avaliação e controle de desempenho.

A governança corporativa se utiliza do COSO (Comittee of Sponsoring Organizations), que é uma organização Norte Americana privada que se dedica a desenvolver estudos gerenciais com diversas recomendações de controle interno empresarial. Ele tem o intuito de prover garantias ao cumprimento das metas da organização.

Na governança de TI, o COBIT 5 (Objetivo de Controle para Tecnologia da Informação e Áreas Relacionadas) é o framework de boas práticas de gerenciamento de TI. Ele abrange diversos conceitos e teorias amplamente aceitos. Ele tem quatro domínios fundamentais, que são: planejar e organizar, adquirir e implementar, entregar e suportar, monitorar e avaliar.

Dessa forma, a tecnologia de informação se torna um fator crucial para o crescimento e a geração de valor empresarial. A governança de TI entra nas definições e implementações de processos, mecanismos e estruturas relacionadas dentro da organização, de modo que possa haver a execução responsável e sustentável do negócio.

Como implantar a governança de TI?

A implantação de um projeto é a fase que coloca em prática as boas ideias para o bom desenvolvimento da organização. Após definir os objetivos com os membros da gestão estratégica da empresa, é preciso manter a comunicação e levar esse plano para os demais setores do negócio. Isso se dá com a implantação da governança de TI, mediante os seguintes passos. Acompanhe.

Obtenha apoio da alta gestão

A área de TI não pode estar isolada, é preciso obter o apoio e o envolvimento da alta gestão para o projeto. O alinhamento objetivo dentro da direção é o que possibilita o bom andamento e a troca de informações sobre todo processo de governança de TI a ser implantado.

Compreenda o contexto organizacional

É muito importante você compreender em qual contexto a sua organização está inserida —  externo ou interno — e também identificar todos os fatores relevantes que podem afetar a capacidade de atingir os objetivos de negócios. Assim, você tem um panorama completo para desenvolver as melhores estratégias.

Justifique o projeto com um business case

Um case de sucesso é um excelente modo de permitir o melhor entendimento de todos os envolvidos na compreensão dos resultados que podem ser obtidos no projeto de governança de TI. Dessa forma, você pode demonstrar com consistência, o patamar que a empresa pode alcançar.

Concentre-se em vitórias rápidas

Priorize as melhorias mais benéficas que são mais fáceis de implementar. Com metas mais simples e que podem ser alcançadas em curto prazo, você acumula resultados que somados demostrarão avanços significativos.

Adote e adapte a estrutura do COBIT 5

Ao adaptar a estrutura COBIT 5 ao contexto único da organização, um método estruturado de medição da maturidade do processo pode ser usado para distinguir possíveis áreas de melhoria em uma organização de TI.

O COBIT 5 é um conjunto de ferramentas que podem ser usadas para:

  • dar suporte à gestão de TI em relação aos requisitos de controle, tecnologia e riscos de negócios;
  • apoiar o desenvolvimento de políticas;
  • aumentar o valor obtido de TI.

Quais as vantagens da governança de TI?

De fato, a TI é essencial para lidar com as transações, informações e conhecimentos necessários para executar e sustentar as atividades de uma organização. Esses serviços são cada vez mais globalizados e exigem que a colaboração entre diferentes entidades seja satisfatória.

Portanto, a governança de TI é parte fundamental para apoiar, sustentar e desenvolver os negócios. Dentre suas vantagens, listamos as principais. Confira!

Maior segurança dos dados

Com o estabelecimento de uma estratégia de governança de TI, pode haver a melhora da segurança, confiabilidade, integridade, acessibilidade e a qualidade de seus dados. Isso ocorre porque uma estratégia eficaz de governança envolverá um conjunto de regras, responsabilidades, normas e regulamentos, que afetarão todos os tipos de dados que fluem pela organização.

Redução de riscos

O gerenciamento de riscos adotados dentro da governança de TI, permite ter um maior controle sobre as vulnerabilidades do sistema e os riscos que podem causar interrupções que afetam a produção do negócio.

Esse controle ocorre por meio da gestão que avalia continuamente os dados. Também com uma análise preditiva, é possível criar planos contingenciais para lidar rapidamente com qualquer imprevisto e recuperar os dados o mais rápido possível.

Maior competitividade

Com um alinhamento estratégico proporcionado pela governança de TI, você conta com um grande diferencial competitivo. A TI passa a dar suporte aos negócios, criando diversas oportunidades, como reduzir custos e otimizar os processos por meio da automação de procedimentos. Isso diminui gargalos, eleva a presença e o potencial competitivo no mercado.

Melhoria da infraestrutura

A padronização é um tema de alta dificuldade. Na governança de TI, o desenvolvimento de infraestrutura pode realizar não apenas a padronização para o gerenciamento, mas também a uniformização da operação ao mesmo tempo, pois ela pode obter uma redução substancial nos custos fixos com os quais a empresa está preocupada.

Assim, compreendendo que o alinhamento, transparência e medição suportados por uma estrutura de controle são os principais fatores da governança de TI, você pode ter uma melhor entrega de serviços, e com a medição de desempenho, será possível garantir o apoio para as responsabilidades do controle, tanto dos executivos quanto dos diretores.

Agora que você sabe como implantar uma governança de TI na sua empresa, assine nossa newsletter e fique por dentro de mais conteúdos!