fbpx
Com reconhecimento internacional, C|CISO chega ao Brasil com intenção de formar executivos em segurança da informação.

iStock_000022326768XSmall-300x199A EC-Council, conselho internacional de empresas de e-commerce, e a consultoria em segurança da informação Strong Security Brasil, trouxeram ao Brasil a primeira certificação voltada à formação de gestores de segurança da informação. Com a primeira turma já formada, o C|CISO: Certified Chief Information Security Officer será aplicado em São Paulo entre os dias 15 e 19 de agosto.

Como explica Dario Caraponale, CEO da Strong Security Brasil, a certificação visa transformar o aluno em gerente de segurança da informação, passando por cinco conteúdos diferentes em 40 horas de carga horária. “O foco é desenvolver as competências do profissional para se tornar um executivo de alto nível na área”, diz.

O público alvo do C|CISO, ainda segundo o CEO, são profissionais de segurança aspirantes a vagas de CSO (Chief Security Officer) e CISO (Chief Information Security Officer), CSO’s que desejam complementar o currículo e outros executivo de TI de médias empresas que não possuem setor de segurança da informação, mas precisam de alguém especializado na área.

O conteúdo do programa envolve os seguintes domínios:

– Governança: voltada a visão regulatória da TI, o aluno entenderá quais são as leis e normas que regem o setor. “Ele verá como elas impactam o processo da empresa e como implementá-las na empresa”, diz Caraponale.

– Controle e Auditoria de Gestão: aqui o aluno vai aprender a identificar processos operacionais e objetivos da organização, prezando pela tolerância ao risco e compliance.

– Gerência – Projetos e Operações: como o próprio nome diz, este conteúdo visa desenvolver a competência da gestão de projetos, desde do desenvolvimento de seu escopo, passando pela implantação, até a avaliação da rentabilidade.

– Princípios da Segurança da Informação: controle de acesso, engenharia social, ataques de diversos tipos e firewall e outros sistemas de defesa são parte deste conteúdo, que visa mostrar os “processos e tecnologias para que os alunos aprendam o funcionamento das ferramentas de segurança”, explica Caraponale.

– Planejamento Estratégico e Financeiro: projetar, desenvolver e manter a arquitetura de segurança da informação, aprendendo quem são os parceiros, como se faz uma compra e a implementação das tecnologias.

Empresas de TI buscam brasileiros para trabalhar no Canadá

Leandro Mainardi, diretor da EC-Council para o Brasil, explica que o aluno precisa ter experiência mínima de cinco anos em pelo menos três dos cinco conteúdos da certificação. “Caso ele não tenha, ele pode optar pela certificação EISM – EC-COUNCIL Information Security Management, com o mesmo conteúdo do C|CISO, voltada aos fundamentos da gestão de segurança da informação”, diz.

De acordo com ele, o conteúdo dos dois programas foi planejado por security officers de diversas organizações, como IBM e CIA, que olham o mercado periodicamente em busca das competências necessárias para formar executivos de alto nível, atualizando a certificação periodicamente.

“O C|CISO tem reconhecimento internacional, o que permite que o formado procure outros mercados para trabalhar. Não há certificação parecida no mundo”, afirma Mainardi.

 

Materia divulgada na IPNews em 
http://ipnews.com.br/certificacao-transforma-profissionais-de-ti-em-cso/