O mundo de hoje é dinâmico e para que uma empresa possa alcançar os melhores resultados é preciso contar com o máximo de disponibilidade de seus serviços. Uma tendência que vem se destacando para garantir isso é o balanceamento.

Até mesmo os melhores equipamentos podem não obter o desempenho esperado. Isso acontece se a instalação das máquinas for realizada sem levar em conta nenhum tipo de padrão ou sem uma estratégia definida.

Dessa forma, toda a rede interna da empresa acaba sendo prejudicada. Para ajudar você a entender melhor todo o processo de balanceamento e como aplicá-lo, criamos este post. Continue conosco e confira!

A importância do balanceamento

Um número alto de acessos pode acabar prejudicando seus servidores, uma vez que os congestionamentos de rede podem acabar acontecendo, fazendo com que o desempenho das máquinas caia, causando a interrupção dos serviços.

Outro ponto a ser levado em consideração é a vulnerabilidade aos ataques cibernéticos do tipo DDoS, negação de serviço que simula milhares de acessos por segundo ao servidor e causam o congestionamento, interrompendo seu funcionamento.

A saída para evitar esses problemas ou minimizar suas consequências é a utilização do balanceamento, dividindo o trabalho entre mais de uma máquina, no intuito de que ela não fique sobrecarregada facilmente.

Essa ação garante que serão necessários muito mais acessos para que os serviços acabem sendo interrompidos e todos os usuários poderão usufruir de mais qualidade.

Desafios que demandam o balanceamento

Hoje, as empresas contam com clientes internos e externos e por conta disso podem contar com milhares de acessos diários aos seus serviços. Em alguns casos, essas buscas por informação podem ocorrer em picos, o que acaba mascarando o problema.

Servidores únicos podem manter o desempenho esperado durante boa parte do tempo, mas travar e interromper os serviços quando o número de solicitações aumenta exponencialmente.

Ou seja, mesmo que o pico no número de acessos ocorra apenas em algumas partes do dia, existe o risco de que os serviços sejam interrompidos exatamente quando são demandados.

Outro ponto que demanda atenção são os DDoS, ataque de negação de serviço. Estamos vivendo um aumento no número de crimes virtuais e cada vez mais pessoas estão tendo acesso às ferramentas hackers.

Um DDoS é um tipo de ataque no qual é utilizado um software específico que simula milhares de acessos por segundo a um site ou serviço, fazendo com o que o servidor não tenha a capacidade de processar todas as solicitações, derrubando a máquina.

A única maneira de garantir a continuidade dos serviços e o menor impacto possível, seja no caso de ataques orquestrados por pessoas mal-intencionadas ou por picos de acesso é por meio de um balanceamento combinados com ferramentas que identificam este tipo de ataque.

Benefícios do balanceamento

São várias as vantagens de se optar por implementar essa técnica em seus servidores. Não apenas a proteção contra picos de acesso ou ataques cibernéticos. Entre os benefícios estão:

Maior escalabilidade

É possível adicionar mais servidores sempre que necessário, evitando que a qualidade dos serviços diminua ou que acabem por ser interrompidos por excesso de solicitações.

Ou seja, é possível adicionar mais máquinas de forma simples conforme a demanda de acessos aumenta. Assim, não há dificuldades de manutenção da infraestrutura.

Maior disponibilidade

Caso um dos servidores falhe, o balanceamento pode redistribuir as responsabilidades, garantindo que os serviços não sejam interrompidos até que uma manutenção possa ser realizada para sanar o problema.

Mesmo que qualquer uma das máquinas envolvidas no sistema de balanceamento  acabe falhando ou tendo qualquer problema, as solicitações continuarão sendo respondidas e o trabalho não para.

Maior desempenho

Com um poder de processamento combinado de várias máquinas, o desempenho de todo o sistema aumenta muito, sendo capaz de servir todos os usuários com maior qualidade.

Todos os seus clientes, internos e externos, poderão contar com um serviço mais dinâmico, inclusive em horários de pico, aumentando o nível de satisfação de todos eles.

Otimização da sua rede

Para realizar um balanceamento  é preciso estar atento a algumas questões e definir certos pontos para garantir que você possa alcançar o sucesso da implementação. São eles:

Definir uma estratégia

A primeira questão é determinar uma estratégia de balanceamento. Quais serviços serão balanceados, números de servidores que serão instalados, local ou em nuvem.

Esses são apenas alguns dos pontos centrais de uma estratégia para a adoção de balanceamento, sendo que é necessário defini-los antes mesmo da compra das máquinas.

Investir em equipamentos modernos

Atualmente, existem vários equipamentos de última geração no mercado que já são adaptados para lidar com o balanceamento de forma eficiente. É possível aplicar a técnica em servidores antigos, porém com menor eficácia.

A busca por um melhor desempenho de seus serviços e a garantia de maior disponibilidade passa por uma necessidade de investir recursos na aquisição de equipamentos modernos.

Utilizar métodos de balanceamento adequados

São vários os métodos de balanceamento existentes e nem todos eles podem se encaixar no seu tipo de demanda. Por isso, o ideal é estudar cada um deles para identificar o que poderá servir melhor ao seu propósito.

Um dos mais conhecidos é o Round-Robin. Essa é uma das técnicas mais simples e fáceis de se implementar, sendo também bem eficiente em seu objetivo de balancear as requisições.

Estudar a infraestrutura

Para garantir que o balanceamento seja implementado com sucesso é preciso que você conheça profundamente toda a sua infraestrutura de serviços e dados de acesso.

Isso permite a criação de um ambiente de balanceamento mais dinâmico e focado nos principais serviços que têm maior demanda dentro e fora da empresa, garantindo o ganho de desempenho esperado e a disponibilidade de acesso.

O balanceamento é um método essencial para empresas que contam com diversas solicitações durante o dia ou sofrem com picos em horários específicos, servindo também como ferramenta de segurança da informação contra a investida de hackers.

Gostou deste post? Então siga-nos agora mesmo no LinkedIn, Twitter e Facebook para ficar por dentro de todas as nossas publicações!